quarta-feira, 13 de abril de 2016

Em reconhecimento aos trabalhadores que fazem o carro mais vendido e mais lucrativo, GM/Sistemistas demitem em massa. E sindicato finge que não vê.

12/04/2016
Todos os dias tem tido cada vez mais demissões no Complexo Automotivo. No dia-a-dia a gente escuta os colegas dizerem que “se o colega foi demitido é porque fez algo de errado”, mas nos momentos de crise é que os patrões/empresas mostram sua verdadeira cara: demitem em massa, fazem a gente trabalhar por 3 aumentando os lesionamentos, reduzem os custos e assim aumentam os lucros e demitem em massa novamente!
Não importa se você nunca faltou e nunca chegava atrasado. Não importa se fazia o trabalho com atenção e qualidade. Não importa se era um bom funcionário, o que realmente importa pra empresa é o lucro! As pessoas são como máquinas que se usa até “estragar” e depois jogam fora, com a diferença que não pagam o que deveríamos receber!

E os pelegos da direção do sindicato, fingem que não estão vendo nada disso. Desde 2014 tem demissão em massa e os pelegos sabem, pois as demissões são homologadas pelo sindicato!
Vocês lembram que em 2014 o sindicato fez um acordo pra aumentar o prazo pra chegar no teto pra 10 anos? E disseram em assembléia que não ia fazer nenhuma diferença pra quem já estava trabalhando, só pra quem ia entrar.
MENTIRA! É por causa desse acordo que estão mandando só quem já chegou no teto e quem está perto de chegar no teto, para contratar novatos que nunca chegarão no teto, afinal de contas quantos ficam 10 anos na GM??

A empresa só pensar no lucro é de se esperar, e temos que lutar contra isso!
Mas é absurdo um sindicato que negocia para retirar direitos dos trabalhadores, não é esse o papel de um sindicato! Mas esse é o papel da Força Patronal, quer dizer, Força Sindical.

Entre em contato com a Oposição Metalúrgica!
Vamos formar uma direção do sindicato com trabalhadores do chão de fábrica, que não fique do lado do patrão!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por contribuir com a sua denúncia.