domingo, 3 de janeiro de 2016

Ônix é o carro mais vendido de 2015. E GM e os pelegos falam em pagar mixaria de PPR...

02/Jan/2015

O ônix foi o carro mais vendido no Brasil em 2015, com a venda de 125.931 unidades.
E entre os sedãs o Prisma foi o carro mais vendido, foram 70.336 unidades. E ainda foram vendidos 17.830 unidades de Celta.

Ou seja, 214.097 unidades vendidas que foram produzidos pelos trabalhadores do CIAG.

O Ônix LS (pelado) está sendo vendido a partir de R$ 38.390 e o Ônix LTZ 1.4 a partir de R$ 50.990 (segundo o site da Chevrolet hoje). E o Celta está a partir de R$ 28.837,00 (segundo a tabela FIPE).

Já o Prisma está sendo vendido a partir de R$ 44.490 e o Prisma LTZ a partir de R$ 54.540.

Vamos fazer as contas.

125,931 unidades de ônix    x    R$ 38,390    =     R$ 4.834.491.090,00
70.336 unidades de prisma    x    R$ 44.490    =    R$ 3.129.248.640,00
17.830 unidades de celta      x     R$ 28.837,00    =    R$ 514.163.710,00

                                             TOTAL    =    R$ 8.477.903.440,00

Esse valor está bem abaixo do real,  pois calculamos como se tivessem sido vendidos apenas carros "pelados", na sua versão mais simples e barata...

MAIS DE 8 BILHÕES EM VENDAS E A GM E SISTEMISTAS QUEREM PAGAR MIXARIA DE PPR!!!
E as lideranças da empresa e os pelegos que estão na direção do sindicato ainda vem sempre com a mesma conversa fiada de que "a economia está mal", que "podia ser pior", para que os trabalhadores se acomodem e não questionem a mixaria que vão receber!

Com os lucros absurdos da planta da GM de Gravataí os trabalhadores deveriam receber salários muito, mas muito maiores do que recebem hoje.


E OS PELEGOS QUE ESTÃO NO SINDICATO NÃO ESTÃO VENDO ISSO?
Vejam o que os pelegos dizem no jornal do sindicato:
Pros pelegos é um absurdo que os trabalhadores esperem receber o PPR, eles acham "que nós trabalhadores devemos mudar nossos hábitos", esse hábito de receber PPR e contar com esse dinheiro!
Mas é exatamente assim que agem os pelegos, quando as vendas diminuem (memo com lucros altíssimos), fazem o discurso do patrão e ajudam a tirar o dinheiro do bolso dos trabalhadores pra colocar no bolso do patrão.

E quando eles abrem a boca pra falar de economia só sabem falar que está muito mal e botam toda a culpa no governo, para que os trabalhadores não cobrem da empresa nem da direção do sindicato pelos baixos salários e PPR dos trabalhadores de Gravataí.

Se é pra falar de economia tem que começar falando das vendas de carro da GM em 2015, e não ficar repetindo que nem papagaio o discurso de crise dos patrões!

O Sindicato dos trabalhadores deve defender os interesses dos trabalhadores e não dos patrões!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por contribuir com a sua denúncia.