terça-feira, 7 de abril de 2015

Informativo aos trabalhadores do Grupo Südmetal

07/04/2015

As notícias do andamento da recuperação judicial do Grupo Südmetal não são nada boas para os trabalhadores. Não podemos dizer o mesmo dos proprietários das empresas, pois sabendo da situação tratam de dar fim ao patrimônio antes mesmo de pagarem as dívidas.
Após um ano de recuperação judicial, o Grupo Südmetal continua com as atividades paradas, e ao mesmo tempo queimam a gordura vendendo seu patrimônio e deixando os trabalhadores a ver navios. Já ocorreram alguns leilões com arrecadação revestida em favor do administrador judicial que coloca toda a grana a disposição da empresa e nada para os trabalhadores

Deveria estar acontecendo na Recuperação Judicial

Assembléia de credores
É fundamental que aconteça, pois é na assembléia de credores que será feito ou não o plano de recuperação da empresa podendo declarar falência, e neste caso, os valores de natureza alimentar tem prioridade.
Reserva de valores
É fundamental para garantir que permaneçam depositados os valores oriundos dos leilões e que quitarão as dívidas trabalhistas.
Comitê de credores
Fiscaliza e examina o conjunto de questões que envolvem a recuperação judicial da empresa, inclusive o administrador judicial.

O que está acontecendo

Quem não conhece Renato Conil que o compre, porém para quem o conhece...
O “todo poderoso” está consumindo o patrimônio das empresas, no entanto, este patrimônio está sob a tutela da justiça que precisa apurar esses fatos rapidamente.
De maneira arbitrária os comandantes do Grupo Südmetal determinam o valor de cada máquina ou equipamento, mesmo sem autorização judicial.
É preciso agir contra tudo isso! Porém, com o envolvimento dos trabalhadores, porque somente juntos teremos mais força pra lutar pelos nossos direitos.
 A Oposição Metalúrgica de Gravataí juntamente com os trabalhadores vem fazendo denuncias ao Ministério Público do Trabalho desde 2014. O MPT por sua vez, abriu um inquérito que levou a ação civil pública e ação civil coletiva contra a Südmetal, em favor dos trabalhadores.
Houve também em 2015 uma petição ao juízo referente a recuperação judicial, insurgindo-se aos desmandos da empresa, bem como a prestação de contas referente ao patrimônio das empresas que diminuiu consideravelmente.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por contribuir com a sua denúncia.