sábado, 11 de abril de 2015

GM e sistemistas ameaçam funcionários com demissão para aceitar propostas da empresa

11/04/2015

A chefia está vindo pra cima dos trabalhadores pressionando para que aceitemos as propostas absurdas da GM e das Sistemistas nessa campanha salarial.
Os líderes vem com esse papo furado de que a luz aumentou, combustível aumentou...
Eles tão achando que a gente é trouxa? Que as contas só aumentam pra empresa? Eles esquecem de dizer que o custo de energia para a indústria não é a mesma que pagamos em nossas casas, é muito menor.

Controle do voto
Do ano passado pra cá a liderança diz que a empresa e o sindicato são democráticos e que cada um deve votar no que quiser, mas começaram a cobrar que todos os funcionários fiquem próximos ao seu líder nas assembléias. Além disso sempre tem alguém da empresa filmando as votações, além do próprio sindicato.
Tem líder que chegou a dizer que ia passar lista de presença.
Isso é um absurdo!
Em primeiro lugar a empresa não pode cobrar nada dos funcionários em assembléia, pois estamos da catraca pra fora e nem sequer é pago o tempo em que ficamos na assembléia.
E mesmo se fosse, eles fazem esse discurso hipócrita de democracia, mas estão constantemente ameaçando os colegas com demissão, dando exemplos de outros que foram demitidos, dizendo que vai acontecer o mesmo que aconteceu em São José dos Campos...
A verdade é que se houvesse um sindicato combativo aqui e fosse um salário só para todas as plantas da GM, não compensaria para a empresa fechar postos de trabalho em São José.
Faz anos que está nos planos da GM fechar os postos em SP pra contratar mais barato aqui no RS, fazendo produzir o dobro do que cada trabalhador produz lá!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por contribuir com a sua denúncia.