domingo, 10 de agosto de 2014

Trabalhadores da Südmetal x Patrões e pelegos do sindicato

Os companheiros da Südmetal estão sentindo na pele o que é ter uma direção sindical pelega e sem compromisso nenhum com os trabalhadores.
O que vivenciamos nesse momento é uma situação de extrema calamidade dos trabalhadores do grupo Südmetal os quais estão sem receber salários desde abril além de não terem seus outros direitos respeitados.
A empresa entrou com um pedido de recuperação judicial (concordata) no começo de 2014 o qual está sendo conduzido pela justiça, porém a produção industrial das empresas do grupo está parada desde o começo do ano por determinação da própria Südmetal que mantém apenas o tratamento térmico operando em uma das unidades.
Os trabalhadores aguardam o desfecho deste processo de forma trágica e não podem contar nem sequer com a direção pelega do sindicato que não está nem aí para os trabalhadores, pois não presta nenhum apoio nem sequer orientando sobre o andamento da recuperação judicial. Aliás estes pelegos estiveram junto com os trabalhadores somente para promover as grandes demissões em massa com rescisão zerada e também estiveram ao lado do patrão no momento de pedir socorro aos bancos para ajudar a empresa, não mobilizaram os trabalhadores quando a empresa começou a não depositar regularmente o FGTS a quatro anos e posteriormente não dar férias as quais venceram pela segunda e terceira vez, não houve nem sequer uma ação judicial coletiva de qualquer natureza.
É nesses momentos que os trabalhadores precisam de um sindicato realmente combativo e é por isso que a oposição existe e com o propósito de ganhar o sindicato para os trabalhadores e organizar a categoria para lutar contra os ataques dos patrões e avançar nas conquistas e direitos.

Os trabalhadores com o apoio da Oposição Metalúrgica, encaminharam denuncia ao Ministério Público do trabalho sobre o que vem acontecendo na Südmetal, precisamos estar atentos para os companheiros garantirem seus direitos inclusive garantindo a lisura desse processo de recuperação judicial. As audiências com a Procuradoria Regional do Trabalho já estão acontecendo.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por contribuir com a sua denúncia.