domingo, 6 de junho de 2010

A TAREFA É ORGANIZAR A LUTA A PARTIR DOS LOCAIS DE TRABALHO EM DEFESA DO EMPREGO, SALARIO E DIRETOS.

Não são só os governos que operam para atender as demandas do Capital.

Várias centrais sindicais têm se juntado aos patrões e como mediadores do Capital tem levado uma parcela importante dos trabalhadores a mais uma derrota.

A Força Sindical, central sindical criada dentro dos RH’s das empresas, faz campanha aberta junto à FIESP (principal representação patronal no País) pela redução salarial e a flexibilização de direitos.

A CTB (central recém criada pelos militantes do PCdoB que romperam com a estrutura da CUT e não com sua política) , faz um discurso, mas tem outra pratica, já assinaram acordos com redução salarial principalmente na região sul do País.

A CUT que na década de 90 através de sua direção majoritária já tinha feito as experiências de Câmara Setorial, acordos de banco de horas e redução salarial, mais uma vez tenta enganar os trabalhadores.

Tem um discurso noticiado pela imprensa onde se coloca frontalmente contra a redução de salários e direitos, mas ao mesmo tempo importantes sindicatos do Rio Grande do Sul, Minas e São Paulo (região do ABC e Sorocaba) já fizeram acordos com redução salarial, banco de horas e suspensão dos contratos de trabalho.

A Intersindical está empenhada na ampliação de nossa organização a partir dos locais de trabalho, para fortalecer a luta contra os ataques que não serão pequenos. Nossos sindicatos fazem parte daqueles que resistiram nas crises anteriores ao pacto é por isso que temos direitos que já foram entregues pelas outras centrais sindicais.

Construir a resistência e a luta a partir dos locais de trabalho e moradia, estabelecer a unidade de ação com todos os setores do movimento sindical e popular que não se renderam ao pacto com o Capital e a submissão ao governo Lula.

Por isso estamos empenhados nas mobilizações das diversas categorias: metalúrgicos, químicos, vidreiros, sapateiros, professores, funcionários públicos, operários da construção civil, trabalhadores precarizados, na informalidade e desempregados.

 
 
www.intersindical.org.br
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog.

    Convido para que visite o meu e leia texto onde faço paralelo entre o mito de caverna de Platão e a educação no Brasil. Acessar em:

    www.valdecyalves.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado por contribuir com a sua denúncia.