sexta-feira, 17 de julho de 2009

A CRISE DO CAPITAL AUMENTA E OS TRABALHADORES NÃO IRÃO PAGAR ESSA CONTA !


_


A crise do capital aumenta a cada dia no Mundo, segundo estatísticas do departamento de emprego dos EUA, o nível do desemprego aumentou consideravelmente nos últimos meses no país, de 8.1 em Fevereiro para 8.5 em Março, sem contar com os trabalhadores que não possuem a carteira assinada, que trabalham de forma marginalizada.

Nas fábricas pelo Brasil as demissões continuam e começam a se esgotar as negociações de flexibilizações feitas em mesa de negociações, pois os Sindicatos que concederam aos empresários a redução de jornada com redução de jornada, estão com a corda no pescoço, pois os trabalhadores viram que não poderão sustentarem suas famílias com menos que ganhavam antes.


Por outro lado, no setor público os Prefeitos de todo o país começaram a choradeira de falta de repasse para as cidades, significa que o Governo Federal está cada vez apertando o cinto por causa do déficit primário e suas políticas de investimentos no setor privado (Isenção do IPI, empréstimos do BNDES), ocasionando uma política brutal a população e aos servidores públicos.

Os trabalhadores mais do que nunca devem se fortalecer nos locais de trabalho para resistirem aos ataques dos Capitalistas, não podemos deixar que os Governos resolvam as coisas para nós,pois eles não nos representam, temos que dizer não a exploração e a retirada de direitos trabalhistas.




_


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Este BLOG está a serviço da resistência sindical metalúrgica na cidade de Gravataí na Região Metropolitana de Porto Alegre.
    Aqui serão postados tópicos cujas origens serão a internet e, principalmente, textos e notícias publicadas no Jornal Operário local.
    Boa leitura e contribua com comentários, por favor, para ajudar a nos manter em nosso caminho: o da luta pela dignidade negada a Classe Trabalhadora no Brasil!
    Obrigado.

    ResponderExcluir

Obrigado por contribuir com a sua denúncia.